A REPRESENTAÇÃO DO NEGRO NA POESIA AFRO-BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA DE CUTI

  • Simone de Castro Assumpção Universidade Estadual de Roraima/UERR
  • Rosidelma Pereira Fraga Universidade Federal de Roraima/UFRR
Palavras-chave: Poesia, Negro, Identidade, Denúncia, Combate

Resumo

A poesia afro-brasileira surge no momento em que o afrodescendente assume a posição de sujeito da enunciação. Ao tomar posse da palavra, o descendente de africano revela um "existir negro" no seu modo de ver e sentir o mundo, por meio de um eu-enunciador-que-se-quer-negro e que contesta os valores representados pela cultura dominante, além de mostrar os aspectos da sociedade não revelados pela literatura instituída. Nesses escritos, também chamados de contraliteratura, por promoverem a ruptura com a escrita ditada pelos brancos, o poeta não fala somente em seu nome. Nessa perspectiva, o escritor é o porta-voz de sua etnia e, portanto, afirma sua condição de negro. Ao mesmo tempo, busca uma identidade para representá-lo em sua poesia, visto que a procura de uma identidade negra é a característica fundamental da poesia afro-brasileira. Dentre esses poetas afro-brasileiros, encontra-se o autor Cuti (2011), cuja poesia será objeto de estudo nesse artigo, no sentido de compreender como esse poeta constrói a identidade negra nos seus escritos. Para atingir esse objetivo, identificaremos os elementos a que o poeta recorre para construir essa identidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosidelma Pereira Fraga, Universidade Federal de Roraima/UFRR

Realiza estágio de Pós-Doutorado em Cultura Contemporânea, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (2015-2016). Doutora e Mestre em Letras e Linguística, na área de ESTUDOS LITERÁRIOS, pela Universidade Federal de Goiás, com apoio do CNPq. Pós-Graduada, em nível de especialização em Língua e Literatura Brasileira (UNEMAT-2005). Graduada em Letras (português e literaturas-UNEMAT-2001). Professora efetiva na área de Teoria Literária e Literaturas de Língua Portuguesa na Universidade Estadual de Roraima. Tem experiência em Teoria Literária, Literaturas de Língua Portuguesa, Literatura comparada (brasileira e africana), Leitura e recepção de poesia moderna e contemporânea, formação do leitor e ensino de literatura. Tem experiência em estágio supervisionado, teoria da literatura, literaturas de LP. Poeta (Autora de "Poiesis em verso e prosa" e "Cantares de Amor". Além dessas experiências, foi professora de teoria musical e órgão eletrônico. Autora do projeto "O contador de histórias e o leitor de poesias" (Iniciação Científica/CNPq) e "Identidade e fronteira: convergência nas canções poéticas e narrativas indígenas de Roraima" (Pós-Doc 2015). 

Publicado
2019-10-01
Como Citar
AssumpçãoS. de C.; FragaR. P. A REPRESENTAÇÃO DO NEGRO NA POESIA AFRO-BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA DE CUTI. Revista Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, v. 12, n. 2, p. 35-45, 1 out. 2019.
Seção
Artigos - Seção Varia