ALUNOS ESTRANGEIROS EM CONTEXTO INDÍGENA

DIFICULDADES NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA EM UMA ESCOLA INDÍGENA DE PACARAIMA

  • James Cairon Pereira Soares Universidade Estadual de Roraima/UERR
  • Cora Elena Gonzalo Zambrano Universidade Estadual de Roraima/UERR
Palavras-chave: Língua portuguesa, Hispanofalantes, Fronteira

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar alguns obstáculos enfrentados por professores de língua portuguesa e alunos hispanofalantes da escola Índio Manoel Barbosa, comunidade indígena Sorocaima, localizada na região fronteiriça Brasil-Venezuela. Um cenário complexo, do ponto de vista linguístico e cultural, devido à presença de estrangeiros e de indígenas brasileiros na instituição escolar. A metodologia utilizada foi qualitativa e de cunho etnográfico (Bortoni-Ricardo, 2008), com registro feito através de pesquisa de campo que contou com observação participativa, entrevistas semiestruturadas e questionários. Observou-se a importância de uma formação linguística ampliada (Cavalcanti, 2013), por parte dos docentes, para desenvolver estratégias necessárias na construção de conhecimentos desses alunos. Nesse sentido, a utilização de textos literários foi essencial para uma metodologia de ensino mais efetiva na referida escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

James Cairon Pereira Soares, Universidade Estadual de Roraima/UERR

Graduado em Letras Português e Espanhol, pela Universidade Estadual de Roraima (UERR), especialista em Língua Portuguesa e Literatura - UERR

Cora Elena Gonzalo Zambrano, Universidade Estadual de Roraima/UERR

Profª da Universidade Estadual de Roraima, mestre em Letras.

Publicado
2019-10-01
Como Citar
SoaresJ. C. P.; ZambranoC. E. G. ALUNOS ESTRANGEIROS EM CONTEXTO INDÍGENA. Revista Ambiente: Gestão e Desenvolvimento, v. 12, n. 2, p. 123-131, 1 out. 2019.
Seção
Artigos - Seção Varia

Artigos mais lidos desse(s) mesmo(s) autor(es).