A FILOSOFIA LOGICISTA DE BERTRAND RUSSELL NO ENSINO DA MATEMÁTICA ESCOLAR

  • Virgínia Florêncio Ferreira de A. Nascimento Universidade Estadual de Roraima
  • Jardel Sousa Leite Universidade Estadual de Roraima
  • Patrícia Macedo de Castro Universidade Estadual de Roraima
Palavras-chave: Ciência, filosofia, professor, matemática

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar as concepções de Russel a respeito da filosofia logicista na matemática, destacando suas contribuições à ciência educacional apresentando princípios capazes de nortear o professor a transmitir ao estudante o conhecimento sobre a disciplina de matemática de forma mais eficiente, fazendo com que o aluno interaja com o conteúdo, resolva problemas, trabalhe para solucionar suas
dúvidas e contradições para que assim o professor possa otimizar seu desempenho na sala de aula. Para isso, utiliza-se de procedimentos de pesquisa bibliográfica, sobre o tema. Para que se possa definir conceitos e
fundamentar a pesquisa usou como base a obra intitulada “Introdução a Filosofia Matemática”. Nesta obra Bertrand Russell, contextualiza sua análise de forma lógica a partir dos números naturais, no sentido de minimizar dificuldades a mais apaixonados no ensino de lógica matemática.

Biografia do Autor

Virgínia Florêncio Ferreira de A. Nascimento, Universidade Estadual de Roraima

Mestranda do Programa de Pós-Graduação -  Mestrado Profissional em Ensino de Ciências, da Universidade Estadual de Roraima-UERR.

Jardel Sousa Leite, Universidade Estadual de Roraima

Mestrando do Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Ensino de Ciências da Universidade Estadual de Roraima-UERR.

Patrícia Macedo de Castro, Universidade Estadual de Roraima

Professora no Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Ensino de Ciências da Universidade Estadual de Roraima-UERR.

Publicado
2019-07-15
Como Citar
NascimentoV. F. F. de A., LeiteJ. S., & CastroP. M. de. (2019). A FILOSOFIA LOGICISTA DE BERTRAND RUSSELL NO ENSINO DA MATEMÁTICA ESCOLAR. Ambiente: Gestão E Desenvolvimento, 12(1), 38-46. https://doi.org/10.24979/192
Seção
Artigos - Seção Varia